terça-feira, 20 de julho de 2010

Negligência ou imprevisto?


Piscina no Ginásio Costa Cavalcanti


Fazendo uma rápida pesquisa no Google, achei o regulamento do Campeonato Brasileiro Infantil de Natação de Inverno. A data era de 08 de março de 2010. Imagino que a escolha do local da disputa tenha sido um pouco antes disso, não sei. Fato é que desde o começo do ano, no mínimo, as autoridades de Foz do Iguaçu sabiam que a cidade receberia tal evento esportivo.


Ou seja, teriam tempo suficiente para prepararem as piscinas do Complexo Esportivo do Costa Cavalcanti. Porém, o que se viu foram ajustes sendo feitos de última hora. Tais como, pintura de chão, regulagem dos aquecedores e, por incrível que pareça, uso de lonas de plástico na tentativa de bloquear o forte frio que fazia (e ainda faz) na região.


A piscina no Costa Cavalcanti é coberta. No entanto, as laterais não, o que facilita a entrada de ar e, consequentemente, vento frio. A água da piscina deveria ser aquecida, mas imagens de uma matéria exibida na RPC TV Cataratas mostraram pedaços de gelo nas máquinas que seriam usadas para manter a temperatura da água entre 25º C e 28º C, como recomenda a Federação Internacional de Natação (FINA).


Mesmo diante de todos esses percalços, o Campeonato Brasileiro Infantil de Natação de INVERNO, vale lembrar, teve início na sexta-feira (16). No sábado pela manhã, as primeiras vítimas. Ao menos sete crianças sofreram com o frio intenso e passaram mal, algumas com início de hipotermia. Rapidamente foram socorridas por membros do SIATE. À tarde, mais crianças e adolescentes passaram mal e também tiveram que ser socorridas. Só então o torneio foi suspenso.


Faço aqui uma ressalva. Ele poderia ter sido interrompido já na manhã. Ficou comprovado que Foz não estava preparada para receber este evento. É verdade que o frio que faz por aqui não é muito comum. No entanto, era de se prever em um estado do Sul e nesta época do ano.


Nós, que moramos em Foz, sempre adoramos saber quando a cidade tem a oportunidade de receber eventos deste gênero. Porém, as coisas devem ser feitas com responsabilidade. Não seria mais fácil fazer um Campeonato Brasileiro Infantil de Natação de Inverno no Nordeste e o de verão no Sul? Acredito que muitos problemas poderiam ser evitados.


Quem irá reembolsar as famílias que vieram para cá e trouxeram seus filhos para competir? Os organizadores? A prefeitura de Foz? Sinceramente, não sei. O que sei é que muito deve ser feito se quisermos ver a cidade recebendo eventos parecidos com este.
Foto: ClickFoz - Augusto Conter

4 comentários:

  1. Então, Bruno.. Me senti na obrigação de comentar por alguns quesitos. 1º: comentar em blog alheio (hahaha), 2º pelo seu editorial e 3º porque já fui atleta do Costa Cavalcanti, aposentada há 7 anos.
    Desde que aquele lugar era aberto, as caldeiras não funcionam. O fato de a piscina ser coberta pode até ter contribuído para os casos de hipotermia: o vento pode ter sido canalizado para dentro do ginásio.
    A questão é que não temos estrutura para receber campeonatos nacionais em qualquer modalidade. Natação, futebol, futsal. Foz não tem a estrutura necessária. Poderia ter sido evitado, sim... Desde que nunca se propusessem a receber o evento.

    ResponderExcluir
  2. pois é, foi uma vergonha! faltou inteligência. primeira edição em terras paranaenses e isso daí... ficou muito feio pra cidade!

    ResponderExcluir
  3. Willbur Rogers de Souza20 de julho de 2010 09:50

    A Leca tem toda razão. Minha esposa fez natação no Costa Cavalcanti. Perdi as contas de quantas vezes ela foi dispensada das aulas pelo mesmo problema: congelamento do sistema de aquecimento e impossibilidade de prática do esporte. Ou seja, o problema era de conhecimento público. Primeiro erro. Como sediar um evento de tal porte, se um problema como este está previsto a acontecer.

    Segundo erro. Já que era de conhecimento que a estrutura poderia não suportar mediantes às condições climáticas de Foz do Iguaçu na data do evento, por que não uma articulação da Secretaria de Esportes com uma das academias de natação da cidade? Algumas delas possuem condições estruturais adequadas (inclusive de ambiente fechado, como por exemplo a Fiz Fot) de realizar tais provas.

    Enfim, se Foz do Iguaçu diz ter estrutura para realizar competições como essa, o mínimo que pode fazer é cumprir tais afirmações. E aí me pergunto. O Campeonato Brasileiro Infantil de Natação reuniu centenas de pessoas, entre atletas e pais. Mas, e como será quando alguma seleção vier fazer a preparação para a Copa de 2014, já que Foz do Iguaçu está pleiteando ser uma sub-sede? Não serão centenas de pessoas, serão milhares na expectativa de uma organização impecável. Será que as autoridades serão capazes?

    ResponderExcluir
  4. Vergonha Alheia,
    Foi a primeira coisa que me veio a cabeça quando li a noticia no twitter.
    Moro em Foz a 12 anos e me considero iguaçuense, mas diante de alguns fatos fico alegre em dizer que sou paulista.
    Estou sempre participando de campanhas, para que nossa cidade seja sede de eventos importantes, sinto orgulho dessa cidade, de suas belezas naturais, do Mix de culturas que se encontram por aqui. Mas parece que a má fama insiste em nos perseguir, seja por conta das inumeras matérias que associam Foz ao narcotrafico, contrabando de armas e crime organizado (só quem mora aqui sabe que não é bem assim)seja pela falta estrutura para receber bem o turismo (tente chegar às cataratas ou aeroporto sem cair num buraco)e principalmente, pela falta de compromisso dos politicos com os moradores da região.
    Essa da natação é só mais uma dentre tantas que acontecem por aqui, mais uma que rebaixa o nome de nossa cidade em nivel nacional e quiçá internacional.
    Vamos ver até quando a população vai aceitar que o nome da cidade seja achincalhado pela atitude de péssimos profissionais e péssimos politicos que deveriam representar bem a região, mas não o fazem.

    ResponderExcluir